Jair Silva, professor do LabTel, tem projeto “NEsT-5G” apoiado pela FAPES (PRONEM)

  • 2 de abril de 2019

O professor do LabTel, Jair Adriano Lima Silva, teve seu projeto “Núcleo de Estudos em Tecnologias Emergentes para 5G (NEsT-5G)” aprovado pelo Edital FAPES/CNPq nº 23/2018. Esse edital tem por objetivo a implementação de Núcleos Emergentes no Espírito Santo, por meio de apoio a projetos de pesquisa científica, tecnológica ou de inovação (PD&I).

Tratando-se de uma proposta que visa investigar, projetar e sugerir soluções tecnológicas relacionadas à próxima geração de telefonia móvel 5G (em fase de padronização), a chance de patenteamento é alta nas áreas que envolvem inteligência artificial na interface aérea, otimização de recursos no funcional split na região de midhaul da tecnologia Rádio-sobre-Fibra, assim como na interconexão desta tecnologia com novos formatos de modulação passíveis de serem implementados no 5G.

Este projeto tem como principal objetivo a consolidação do NEsT-5G, explorando o estado da arte e avançando com propostas de desenvolvimento de tecnologias que, de forma integrada e inteligente, possam auxiliar na implantação da tão aguardada rede 5G. Para tanto, pesquisas em técnicas relacionadas à interface aérea como as envolvidas em tecnologias de sistemas com múltiplas antenas transmissoras e receptoras MIMO (Multiple Input Multiple Output) serão investigadas e melhorias para atender os requisitos por banda larga eMBB (enhanced Mobile Broadband), comunicação massiva entre máquinas mMTC (massive  Machine-Type  Communication) e comunicação com baixa latência e alta confiabilidade URLLC (Ultra-Reliable Low-Latency  Communications) serão propostas.

Algumas pesquisas já estão sendo desenvolvidas pelo núcleo, como estudos relacionados a sistemas ópticos, tanto em formatos de modulação avançados, quanto em dispositivos, optimização dispositivos e sistemas de backhaul ópticos, que já foram desenvolvidos no LabTel/UFES e por colaboradores de UFMG e UPE; um sistema de transmissão em 5G desenvolvida pelo INATEL e que está em fase de teste no próprio instituto; e algoritmos e técnicas de detecção em sistemas de comunicação sem fio e via fibras ópticas são objetos de estudos dos colaboradores da UNICAMP.

Os estudos do grupo de pesquisas do NEsT-5G deverão continuar e, desta vez, de forma integrada e com a proposta de integração das tecnologias emergentes a serem pesquisadas/implementadas no âmbito do projeto.

O fato do NEsT-5G ajudar na implementação de confiabilidade, aumento de velocidade e extensão de cobertura em 5G já demonstra o benefício que a pesquisa traz para a sociedade, que há muito vem demandando melhorias na telefonia móvel.

O NEsT-5G é formado por oito pesquisadores principais, entre internos (UFES) e externos (como do IFES, UNICAMP e UFMG), dez pesquisadores colaboradores, inclusive de institutos de fora do Estado (como Inatel e UPE) e do exterior (como Eindhoven University of Technology – Holanda e da Universidade de Cabo Verde), além de estudantes de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado que desenvolvem seus trabalhos no Laboratório de Telecomunicações da UFES (LabTel).

Categories: Notícias