Professor Anselmo Frizera, coordenador do LabTel, tem projeto de Núcleo Emergente apoiado pela FAPES

  • 20 de março de 2019

O professor e coordenador do LabTel, Anselmo Frizera Neto, teve seu projeto do Núcleo de Pesquisa e Inovação em Fotônica e Sensoriamento Avançado aprovado pelo Edital FAPES/CNPq nº 23/2018. Esse edital visa a implementação Núcleos Emergentes, no Espírito Santo, por meio do apoio a projetos de pesquisa científica, tecnológica ou de inovação (PD&I).

Apesar de já contar com colaborações, o grupo de pesquisa ainda estava em fase de implantação e, por isso, esta foi a primeira vez que submetemos o projeto ao Edital de Núcleos Emergentes.

O principal objetivo deste Núcleo é funcionar como fonte geradora e transformadora de conhecimento científico e tecnológico para aplicação em programas e projetos de relevância para o desenvolvimento do Estado e do país em ações como: concepção e implementação de fontes ópticas; desenvolvimento de sistemas de interrogação; e implementação de técnicas de fabricação, desenvolvimento e aplicações de sensores em fibra óptica.

Este projeto foi desenvolvido para estimular o fortalecimento das competências locais nas tecnologias associadas à Fotônica, bem como a disseminação dessas tecnologias através do desenvolvimento de novos produtos e serviços tecnológicos. Aplicações atuais já estão sendo desenvolvidas por pesquisadores do grupo para a indústria do petróleo, monitoramento de hidrelétricas, sistemas de monitoramento de pacientes e aplicações em robótica.

O Núcleo conta com a participação de cinco doutores da UFES, além do coordenador, e mais sete doutores de instituições externas, inclusive internacionais, como a Universidade de Aveiro e o Instituto de Telecomunicações, ambos em Portugal, e a Cyprus University of Technology, no Chipre. Ainda há a participação direta de cerca de quatorze estudantes de iniciação científica, mestrado e de doutorado.

A criação do Núcleo servirá, ainda, como ambiente atrativo para a formação de recursos humanos através da atração de jovens pesquisadores por meio das atividades de pesquisa combinadas com a aquisição de novos equipamentos que permitirão a realização de pesquisa avançada nas áreas de fotônica e sensoriamento.

Através da ampliação do número de aplicações práticas destas promissoras tecnologias, busca-se, finalmente, estimular a evolução nacional para o desenvolvimento de produtos e serviços brasileiros competitivos, visando a substituição de tecnologias e produtos importados.

O Laboratório de Telecomunicações da UFES, um dos grupos de pesquisa pioneiros em estudos sobre fotônica no país, possui tradição e produção científica relevante no contexto nacional e internacional em temas relacionados ao desenvolvimento de diferentes tipos de sensores, baseados em dispositivos eletrônicos e ópticos, e à fotônica. A criação do Núcleo de Pesquisa e Inovação em Fotônica e Sensoriamento Avançado será um marco de consolidação de tais atividades de pesquisa e desenvolvimento, focando no potencial de inovação e no recente interesse da comunidade científica e do setor industrial no desenvolvimento de dispositivos que integrem conhecimentos de fotônica e sensoriamento.

Categories: Notícias
Tagged: , , ,